Por que se especializar em fisioterapia oncológica?

Receba nossa newsletter. Cadastre-se!



Por que se especializar em fisioterapia oncológica?

O câncer é a segunda maior causa de morte em nossa sociedade, ficando atrás apenas para as doenças cardiovasculares. E tenho uma má e uma boa noticia, vamos começar pela má: estima-se para o ano de 2015 mais de 517 mil novos casos de câncer no Brasil, isso mesmo… MAIS DE 500 mil pessoas receberam o diagnóstico da doença. Agora vamos para boa, os avanços científicos, principalmente na última década aumentam consideravelmente a chance de cura e sobrevida dos pacientes.

Os pacientes oncológicos precisam passar por diversos tratamentos agressivos, como cirurgias para retirada de tumores e necessitando às vezes da remoção parcial ou total de órgãos, quimioterapia e/ou radioterapia, diante disso diversas comorbidades atingem o paciente durante e após o tratamento, necessitando de profissionais da saúde que estejam empenhados em prevenir ou minimizar as sequelas/complicações relacionadas ao tratamento ou a doença, entre eles o fisioterapeuta.

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional reconhece na resolução nº364/2009 aFisioterapia Onco-funcional como especialidade que tem como objetivo preservar, manter, desenvolver e restaurar a integridade cinético-funcional de órgãos e sistemas do paciente, assim como prevenir os distúrbios causados pelo tratamento oncológico.

Também diversos estudos vem comprovando a importância e eficácia da atuação da fisioterapia em pacientes com diversos tipos de cânceres e também em diferentes estágios da doença, o que inclui os cuidados paliativos.

Então diante do exposto, se fizermos uma conta rápida entre a quantidade de pacientes que necessitam ou necessitarão do atendimento fisioterapêutico e o número de profissionais especializados e capacitados para suprir essa demanda à conta não fecha.

O paciente oncológico apresenta particularidades, devido as disfunções orgânicas e complicações oriundas da progressão tumoral e/ou pelos tratamentos anti-neoplásicos realizados, que faz com que o atendimento por um profissional não capacitado traga riscos a sua saúde e menor chance de resolução do quadro.

Por isso, profissionais que tenham entre suas principais virtudes a empatia e benevolência, devem procurar aprender mais sobre essa especialidade, havendo interesse se especializar na área da oncologia, estudar para entender não apenas o tratamento, mas a evolução da doença e assim estar qualificado para lidar com todos os aspectos do paciente com neoplasia seja adulto, idoso ou criança.

Então por que se especializar em fisioterapia oncológica?

1º As sequelas do tratamento oncológico repercutem diretamente sobre a funcionalidade do paciente em suas atividades de vida e laborais, necessitando do fisioterapeuta para minimizar esse impacto negativo.

2º Os sobreviventes de câncer precisam receber tratamento fisioterapêutico adequado para obter melhora da auto-estima, funcionalidade, dignidade e qualidade de vida.

3º O mercado precisa de profissionais preparados e dedicados para atender essa alta demanda de pacientes em todos os níveis de atenção à saúde.

4º Cresce o número de instituições privadas e públicas que atendem especificamente pacientes com câncer.

5º A Fisioterapia Oncológica pelos motivos citados acima é uma área em ascensão dentro da profissão e que merece continuar crescendo com excelentes profissionais que tenham como objetivo fazer a diferença na vida dos pacientes com câncer e seus familiares.

Acompanhe nossa coluna e descubra mais sobre essa incrível área.

 

Atenção: Permito a reprodução dos artigos desde que citada a fonte.

Compartilhar!