Benefícios da dança como terapia para pacientes com Câncer

Receba nossa newsletter. Cadastre-se!



Benefícios da dança como terapia para pacientes com Câncer

A dança é uma das atividades que ganha espaço nas terapias a cada dia, como estratégia preventiva na inatividade, com isso promove qualidade de vida, objetivando alcançar o equilíbrio funcional, psico

Os objetivos essenciais da fisioterapia no pós operatório das cirurgias oncológicas são, otimização da função, ganho de força muscular, manutenção da postura corporal adequada,ganho de amplitudede movimento de um membro envolvido, aderência de cicatrizes, pele e fáscias e otimização do resultado estético.

O fisioterapeuta é um membro essencial na equipe de oncologia, tratando do paciente como um todo, apontando não só seu estado físico, mas também as questões sociais e emocionais associados ao diagnóstico do câncer.

Apesar da necessidade e os pacientes serem altamente orientados da importância da atividade física, a desmotivação é uma grande barreira na continuidade do tratamento. A falta de força de vontade foi o indicador de barreiras mais frequente, apontado em estudos.

Essa desmotivação, está diretamente ligada aos tratamentos, que podem comprometer em variados graus a auto estima, a imagem corporal e a identidade.

Como uma linguagem universal, o corpo em expressão, pode-se criar laços entre as pessoas, através de movimentos, de modo que em meios verbais, não seria possível. Pode-se abranger, auto expressão, diversão e prazer, espiritualidade, identificação cultural e revitalização da sociedade, trazendo interesse dos pacientes.Podem-se transformar sensações e pensamentos em movimentos que se comunicam.

A dança é uma das atividades que ganha espaço nas terapias a cada dia, como estratégia preventiva na inatividade, com isso promove qualidade de vida, objetivando alcançar o equilíbrio funcional, psicológico, motor, intelectual e social.

É  um método que fornece estímulos, desperta áreas adormecidas, possibilitaautoconhecimento físico, cria consciência corporal e motivação e gera bem-estar. Neste contexto, a dança abrange todas as atividades musculares, rítmicas, expressivas, sensitivas, sensoriais e criativas, proporcionando, através do movimento corporal, o conhecimento do próprio corpo e de sua potencialidade, permitindo constatar as próprias limitações corporais e a descoberta de novos potenciais. Vários elementos são trabalhados através da dança como equilíbrio, postura, coordenação, destreza, enfocando sua aplicação corporal em atividades de vida diária . A dança terapêutica busca resgatar o significado do corpo, antes limitado pela deficiência, transformando-o num instrumento de auto-aceitação e de inclusão social.

Melhora também a auto-imagem, através do estímulo das percepções, sensações cinestésicas e visuais, que orientam o tempo e o espaço.

Um programa completo de tratamento fisioterapêutico, deve ser bem elaborado e seguido, a fim de preservar a saúde e o bem estar do paciente, a dança como aliada, otimiza o tratamento proporcionando prazer a cada terapia.

 

Larissa Rodrigues Simões
CREFITO-3/ 161133-F
Especialista em Fisioterapia Oncológica - Hospital A.C. Camargo Cancer Center
Fisioterapeuta no setor Ambulatorial do Hospital A.C. Camargo Cancer Center
Fisioterapeuta no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo
Bailarina e Coreógrafa – Companhia de Danças Pássaro de Fogo

 

 

 

Compartilhar!